Procurar

Pangea Observatory apresentou a 5ª edição do “Luxury Travel Trends”

08-01-2018

Pangea Observatory apresentou a 5ª edição do “Luxury Travel Trends”

A Pangea Observatory, em parceria com a Interamerican Network, apresentou a 5ª edição do “Luxury Travel Trends”, pesquisa sobre a indústria do turismo e sobre as tendências que moldam o setor de viagens. O objetivo deste estudo é dar uma visão da viagem de luxo e sua evolução, analisar os hábitos dos viajantes high-end, e olhar como a tecnologia impacta este segmento. 

O estudo foi feito com 636 profissionais do turismo (agentes e operadores). A exclusividade e a unicidade são os principais fatores que caracterizam a viagem de luxo para quase todos os mercados: Brasil (43%); Holanda (35%); Espanha e Reino Unido (33% cada); Escandinávia (31%); Estados Unidos e Alemanha (29% cada). Somente francês (38%) e italiano (29%) especialistas em turismo colocam a personalização do serviço em primeiro lugar.

47% dos profissionais declaram que os viajantes de luxo fazem de 2 a 3 viagens por ano; 49% afirmou que a média da viagem é de 7 a 10 dias em mercados como Reino Unido (62%), Itália (56%), França (49%), Espanha (47%). Enquanto no Brasil (70%), os turistas escandinavos (50%) e Holanda (45%) preferem viagens mais longas de 11 a 13 dias. 

De acordo com 62% dos entrevistados, as viagens de luxo são reservadas principalmente pela Geração X (36-55 anos), 37% pelos baby boomers (mais de 55 anos) e apenas 1% Geração Y (20-35 anos). Já o orçamento médio da maioria dessas viagens varia entre 5 mil euros e 10 mil euros. Apenas alguns mercados gastam mais de 10 mil euros como Brasil (45%), Alemanha (41%), UK (38%) e França (36%).

Os hotéis boutique são a escolha de hospedagem preferida de viajantes (65%), seguido das principais cadeias hoteleiras (21%). O destino é o principal fator da viagem (74%), seguido de experiências (20%), e hotel (5%). Entre os destinos mais pesquisados está Maldivas, seguido por Ásia, EUA, Caribe e África do Sul. 

Os viajantes procuram agregar valor ao seu dinheiro (42%), franceses (52%) e brasileiros (50%) colocaram vantagens em primeiro lugar. 87% acredita que os viajantes de luxo usam agentes de viagens e consultores para comprar suas viagens. 49% se utilizam de recomendações para suas viagens, enquanto 34% e 35% se influenciam por comentários online e influenciadores. As celebridades são altamente consideradas no Brasil por 22% dos entrevistados.

82% dos especialistas acreditam que haverá um crescimento de 6 a 10% no mercado de luxo para 2018; 23% acreditam num crescimento maior que 10%. Especialistas na França e no Brasil foram mais otimistas e visam um crescimento 48% e 41%, respectivamente. A maioria dos escandinavos (57%), metade dos britânicos (50%) e 44% dos italianos pensam que o aumento não será superior a 5%. 

Como será o viajante de luxo do futuro:

– cada vez mais exigente;

– atentos a todos os novos destinos e produtos;

– ultra-conectado e bem informado;

– procurando uma experiência única na vida, longe dos destinos populares e com um serviço dedicado;

– sensível a soluções ecológicas;

– necessidade de orientação especializada.

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. Más información
Aceptar