Procurar

Paisagens do centro de Cuba, um presente da natureza

08-06-2017

Paisagens do centro de Cuba, um presente da natureza

Privilegiada com costa ao mar Caraíbas em ambos litorais e variada biodiversidade de flora e fauna, a província de Sancti Spíritus, na região central de Cuba, surpreende ao visitante pelos valores naturais, culturais e históricos de suas paisagens.

A cercania de zonas como Topes de Collantes, a Península de Ancón, o Valle de los Ingenios a cidade de Trinidad, estes dois últimos Património Cultural da Humanidade, convidam a compartilhar por igual turismo de natureza, de aventura, de cidade ou de praia em pouco tempo.

Outras como as Lomas de Banao, os Cayos de Pedra de Caguanes ou a Bahia de Buenavista convertem a Sancti Spíritus num destino privilegiado para amantes ou especialistas do turismo de natureza e inclusive a espeleologia.

Pelo alto endemismo de espécies animais e vegetais, a coincidência de zonas de praia, grutas e cachoeiras a poucos quilómetros de distância, bem como o alcance de um dos maciços montanhosos de maior diversidade de Cuba, o Guamuhaya, este território se considera líder para a relação turismo e meio ambiente.

O alto endemismo de espécies de plantas e animais, a coincidência de praia áreas, cavernas e águas a poucos quilómetros de distância, e o alcance de uma das cadeias de montanhas de maior diversidade de Cuba, o Guamuhaya, este território considera líder de relacionamento turismo e meio ambiente.

Justamente pela conservação e manejo de suas áreas protegidas, a diminuição da contaminação ambiental e a preservação de sua flora e fauna, esta província presidiu neste ano a celebração do Dia Mundial do Meio ambiente em Cuba.

As equipas de experientes mantêm a administração destas zonas de diferentes categorias de manejo, como são Refúgio de Fauna, Paisagem Natural Protegido, Reservas Florísticas Manejadas, Reserva Ecológica, Áreas Protegidas de Recursos Gerenciados e Parque Nacional.

A variedade de elementos de natureza tem consolidado nestas zonas o aproveitamento de modalidades como caminhos, caminhadas, percursos, pesca e até a instalação do terceiro canopy em Cuba, localizado no Valle de los Ingenios.

Uma paisagem sobre as nuvens ao sul de Cuba

O Parque Nacional Topes de Collantes é considerado uma maravilha da natureza cubana acima das nuvens. Localizado a mais de 800 metros sobre o nível do mar, sua área qualifica como a de maior desenvolvimento do turismo de natureza em Cuba.

Abarca mais de 20 mil hectares das províncias de Villa Clara, Cienfuegos e Sancti Spíritus, e desde o ponto de vista físico corresponde-se com o grupo Montanhoso Guamuhaya, e inclui um sector costeiro entre as desembocaduras dos rios Táyaba e Cabagán.

Aqui consolidaram-se mais de dez produtos turísticos como excursiones, caminhadas, percursos e caminhos aos parques Guanayara, Codina, O Cubano e O Nicho -esta última possui uma das mais impressionantes quedas de água de toda a ilha.

Entre os valores naturais do área, sobressaem ademais os recursos hídricos. Em Topes de Collantes nascem os principais rios do área com um regime permanente, como o Caburní, Charco Azul, Cabagán e Cabagancito.

O desenvolvimento de uma rede impressionante de águas subterrâneas, unido ao relevo do área e a riqueza da flora e a fauna conformam uma paisagem que contempla a natureza em sua forma mais pura.

Quedas de água como O Caburní, Vegas Grandes ou o do Rocío no Nicho recebem a milhares de visitantes durante todo o ano.

A isto se soma a riqueza e diversidade da flora do Parque, onde destaca a presença de espécies como as orquídeas, os samambaias e borboletas, grupos importantes na riqueza e diversidade taxonômica da flora do área.

Só nas alturas de Trinidad, se localizam mais de 50 espécies florísticas -delas mais de vinte ameaçadas- com predomino do endemismo de montanha, o que evidência a distribuição restringida de algumas espécies localizadas em Topes.

A zona possui ademais uma infraestrutura hoteleira avaliada, que harmoniza com o meio natural do área, o que se soma à paisagem com os ambientes bióticos, abióticos e humanos.

Banao, uma vista autêntica da natureza cubana

Num pequeno povoado localizado a 30 quilómetros da cidade de Sancti Spíritus, entre as elevações que formam a Serra de Banao com alturas entre os 100 e 800 metros sobre o nível do mar, se localiza a Reserva Ecológica Lomas de Banao.

O área caracteriza-se por seus vales entre montanhas, rios, quedas de água e seu singular relevo com cumes em forma de cúpula. Umas 900 espécies de plantas superiores encontram lugar aqui, das quais mais de 150 se consideram endémicas.

Seu principal atrativo, segundo especialistas do Ministério de Turismo, são as caminhadas até zonas de recreio como a Cachoeira La Bella, e as acampadas na Sabina e Jarico.

Trata-se de uma grande área com a maior parte conservada e uma biodiversidade riquíssima, que pretende se converter em Parque Nacional, acrescentando-lhe um conjunto de lugares históricos localizados na zona de Caballete de Casa, pertencente ao município de Fomento, onde radicou a comandância de Ernesto Che Guevara durante a última guerra de libertação em Cuba.

Desta maneira, a Reserva Ecológica Lomas de Banao somará a seus atrativos naturais, o lugar de um importante capítulo da história cubana.

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. Más información
Aceptar