Ainda não tem votos

Europa é destino ideal para aventura On the Road

Paisagens pitorescas e modernas vias dotadas de excelente infraestrutura fazem das viagens de carro pelos países europeus um tour inesquecível. O turista que viaja para a Europa sabe do grande acervo histórico, gastronômico e cultural que o continente reserva a seus visitantes. Para desfrutar de todas essas opções, com maior conforto e liberdade, o turista pode alugar um carro e percorrer com tranquilidade o continente europeu.

Em média, o viajante gasta €50, por dia, para alugar um carro de modelo simples e cerca de €136 para locar veículos espaçosos ou de luxo. Se for visitar a Europa por mais tempo, opte pelos pacotes semanais, que são mais baratos e custam em média €200 para um período de cinco a sete dias.

Praticamente todos os países europeus utilizam o mesmo sistema para o aluguel de veículos. O turista precisa ser maior de 21 anos, ter carteira de habilitação internacional e possuir cartão de crédito.

As empresas que alugam os veículos oferecem uma série de facilidades, como a possibilidade de retirar o carro em uma cidade e entregá-lo em outra, diferentes opções de seguro, sugestões de rotas, guias e GPS.

Na Europa, o turista encontrará estradas bem conservadas e com sinalização internacional. Com a documentação correta e o carro em mãos, basta apenas planejar o roteiro e curtir todo o encanto e a beleza do continente europeu.

Veja algumas sugestões de rotas:

Alemanha: Na Alemanha, viaje pela "Romantische Strasse" ou "Rota Romântica", que começa em Füssen, uma bela cidade de casas coloridas no coração dos Alpes Bávaros. Ao longo da estrada, cercada pelos alpes alemães, dois castelos conduzem o turista ao extremo do lago Forggen. Dentre as fantásticas paisagens desta rota, que é uma das mais belas do mundo, estão os castelos Hohenschwangau e Neuschwanstein, o castelo da Cinderela. Siga até os povoados de Dinelsbühl ou Rothenburg, com suas muralhas medievais, passe pelas termas de Bad Mergentheim e, na etapa final da sua rota, em Würzburg, a 220 km de Frankfurt, visite a atração mais famosa da cidade, o Palácio dos Bispos Residenz.

Áustria: Na Áustria, aldeias pitorescas, cidades históricas e paisagens espetaculares caracterizam toda a extensão da Rota Romântica, estrada de 380 km que liga Salzburgo a Viena. A partir de Salzburgo pegue a West-Autobahn, a noroeste, e siga até Sternberg, saída que dá acesso à charmosa cidade termal de Gmunden e também leva ao pitoresco povoado de Steyr, junto ao castelo barroco de Lamberg. Após relaxar nas famosas fontes termais da cidade, retorne a West-Autobahn e siga rumo a Viena, a antiga capital da Monarquia Habsburgo. Na cidade, não deixe de visitar a Escola Espanhola de Equitação para conferir os famosos cavalos Lipizzaner. Depois vá até o Palácio de Belvedere para contemplar a arte do pintor simbolista austríaco Gustav Klimt.

Espanha: Descubra as belezas da Espanha com a rota da Costa Brava. Para chegar a este paraíso, saia de Barcelona pela rodovia C-32 e siga até Blanes. Mas se preferir um roteiro ainda mais fascinante opte pela GI-682, uma estrada a beira-mar. Nesta rota, não deixe de passar por Lloret del Mar, cidade que tem uma bela praia cercada por um castelo, e por Tossa del Mar, que possui belo centro histórico. Saindo de Tossa del Mar, rumo ao norte, pegue a C-31 e desfrute da bela cidade de Cala Del Senyor Ramon. Passe pelas praias de Sant Feliu de Guixols, Sant Pol e Sant Martí de Empúries, com casas históricas do século XVI.

França: Distante apenas uma hora de carro de Paris, a Route du Champagne, ou Rota do Champanhe, leva o turista a conhecer a região montanhosa de Champanhe e a conferir de perto a fabricação da nobre bebida. Partindo de Reims, siga pela rodovia N-51 e logo verá as placas que indicam a Rota do Champanhe. O passeio permite observar as encostas onde é cultivada a uva que dá origem a champanhe. O viajante pode aproveitar a comodidade do tour de carro, parar o veículo e caminhar por entre as videiras. Não deixe de visitar Petite Montagne, com seus belos vinhedos. Já em Verzenay, os moinhos são uma grande atração e não se pode deixar de visitar o Museu do Vinho.

Grã-Bretanha: De Oxford a Avebury, o turista fará uma viagem de carro que percorrerá as principais tradições britânicas passando pelas cidades de Stratford-upon-Avon, Cotswolds e Bath. Durante três dias, serão 450 km em um trajeto com paisagens surpreendentes, catedrais, aldeias, pradarias e os famosos salões de chá. A partir de Heathrow, dirija-se em sentido noroeste rumo à cidade medieval de Oxford, uma das mais típicas de Inglaterra. A próxima parada será Stratford-upon-Avon, berço de Shakespeare, e depois vale a pena parar em Cotswolds e aprender tudo sobre a tradição do "chá da tarde" inglês. Depois siga até Bath, famosa por suas termas romanas, e por fim, aproveite Avebury e seus importantes monumentos históricos.

Itália: Dirigir na Itália é conhecer a sua riqueza cultural, gastronômica e histórica. Em um roteiro programado para aproximadamente dez dias o viajante pode conferir todas essas opções turísticas indo de Roma a Veneza, passando por Pisa, Siena, San Gimignano, Florença, Bolonha, Veneza, Padova e Verona. Mas se o tempo for curto, o melhor a fazer é simplificar com um roteiro regional como Piemonte - com a estrada do vinho, rica gastronomia e a caça aos Tartufos; Sicilia - com sua ampla oferta cultural e a Piazza Armerina com os magníficos mosaicos romanos; Palermo, onde vale a visita ao Oratório de San Lorenzo, além de Taormina. A Itália pode ser visitada no ano todo.

Irlanda: No país, a paisagem da costa do Condado de Antrim, desde Larne até Bushmills, é uma das mais belas. Bushmills fica próxima ao Giant's Causeway, visitado por D. Pedro II em 1877, ao Castelo de Dunluce e à destilaria de uísque Bushmills, que fica aberta para visitação. Pelas estradas, o viajante se depara com casas rurais no meio de colinas que se somam às baías e a uma fileira de penhascos, com rochas brancas, vermelhas ou pretas. Esta rota costeira vai até os nove vales de Antrim. Uma dica é reservar tempo para curtir os desfiladeiros esculpidos pelos rios na rocha basáltica e relaxar um pouco junto a alguma das belas cascatas.

Polônia: A Warminsko-Mazurskie Voivodeship, que fica na parte oriental da região norte da Polônia, oferece guias e rotas para carros, que começam e terminam em Olsztyn. Uma dessas rotas, conhecida como "Depois de Copérnico", possui 302 quilômetros e é dedicada ao criador do sistema heliocêntrico. A rota leva até o Frombork, onde o gênio astronômico viveu e foi criado.

Portugal: Para viajar por Portugal, o motorista brasileiro conta com a vantagem de poder utilizar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Dirigindo pelo país, é obrigatória a visita ao Vale do Douro, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Na estrada entre Sintra e Lisboa, depois de visitar o romântico palácio de Sintra, o viajante ficará enfeitiçado pelos tons de verde que se misturam com o azul do oceano quando atinge a recortada costa, a caminho de Lisboa, passando pelos municípios turísticos de Cascais e Estoril. Portugal dispõe de uma malha viária que se modernizou muito nos últimos anos e conta ainda com o Via Verde, sistema que dispensa a parada nos pedágios.

República Tcheca: Para viajar por uma das melhores rotas deste país, pegue a estrada E49 para Plzen, cidade famosa pela produção de cerveja do tipo pilsen. O trajeto até a cidade dura cerca de duas horas. Logo pela manhã explore o centro de Plzen. Se estiver interessado em conhecer o processo de fabricação de cerveja, visite a Pilsner Breweries logo no início da tarde. Do lado de fora da fábrica há um restaurante que serve a tradicional comida tcheca. Após o descanso, pegue a estrada outra vez. Siga pela E49, que o levará até a popular cidade dos spas, Karlovy Vary, em cerca de uma hora. Se tiver tempo sobrando, vale a pena esticar a viagem e passar a noite na cidade.

Suíça: No país, o viajante pode conhecer Montreux, localizada na fantástica riviera suíça. O melhor é alugar um carro na cidade de Genebra para explorar esta rota. Dirigindo 100 km a leste, o turista encontrará vários resorts ao longo do Lago de Genebra. Localizado entre Montreux e Vevey, o Castelo de Chillon será uma das surpreendentes descobertas da visita: ele serviu de inspiração para a aclamada obra de Lord Byron, O Prisioneiro de Chillon. Depois do almoço, vale a pena embarcar na ferrovia de cremalheira de Montreux até Rochers-de-Naye, a 2.042m de altitude, que oferece um panorama inesquecível de todo o Lago de Genebra e dos Alpes suíços e franceses. À noite, para os bons jogadores, a pedida é a visita ao badalado Cassino de Montreux.

Publicar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não será mostrado publicamente.
CAPTCHA
A pergunta é para sabermos se você é um ser humano, e evitar o envio de spams
Image CAPTCHA
Digite os caracteres que aparecem na imagem.